NOTÍCIAS

Mercado de cafés especiais deve crescer mais de 12% e gera novas oportunidades aos produtores

SETOR CAFEEIRO

Projeto visa aumentar o número de produtores de cafés especiais

Os cafés especiais vêm apresentando um rápido crescimento e tendo cada vez mais consumidores no mercado nacional e internacional. De acordo com um levantamento da empresa Brainy Insights, estima-se que o valor do ​setor global de cafés especiais deve chegar a US$ 152,69 bilhões até 2030, representando uma taxa de crescimento de 12,32% durante o período de previsão.

Todo esse crescimento abre um leque de novas oportunidades para o segmento, com cafeicultores podendo aumentar suas rendas e obter novos sabores, além de bons resultados com cafés de qualidade, cada vez mais apreciados pelo consumidor.

“Em vista do aumento no consumo de cafés especiais e novas oportunidades que essa tendência traz para os produtores, criamos um projeto para pequenos e médios cafeicultores que ainda não trabalham com cafés especiais. No Essências, nome da iniciativa, assessoramos os participantes em processos de pós-colheita, auxiliando-os em todas as fases e protocolos que evidenciem a qualidade, de forma personalizada, respeitando as individualidades de cada lavoura”, afirma Sandra Moraes, Gerente de Cafés Especiais da Cooperativa dos Cafeicultores do Cerrado (Expocacer).

Ainda de acordo com a pesquisa, o mercado norte-americano de cafés especiais, por exemplo, deve crescer em 20% ano a ano até 2030. Isso o tornaria o mercado que mais cresce no mundo. 

“Recentemente abrimos um Hub logístico nos Estados Unidos, que é nosso maior comprador de café, e a grande maioria dos grãos enviados, quase em sua totalidade, são especiais. A priori, nosso planejamento é enviar um contêiner por semana, cada um com cerca de 320 sacas de 60kg de café. Esse projeto visa impulsionar a economia e o consumo de cafés especiais, que cada vez cresce mais”, afirma Simão Pedro de Lima, Presidente Executivo da Expocacer.

A expectativa com o Hub é que haja um aumento de vendas no mercado norte americano de 10% a 15%, apenas no primeiro ano. O consumo global de cafés especiais brasileiros tem crescido consistentemente a uma taxa anual de 12% nos últimos anos, de acordo com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

Houve muitas mudanças no setor global de cafés especiais na última década. Alinhado a isso, o comportamento do consumidor também mudou. Hoje o comprador está levando mais em conta a saúde e a sustentabilidade ao comprar produtos de café, com um alto nível de qualidade. Além disso, as pessoas querem saber mais a origem da bebida e os diferentes sabores e aromas que podem experimentar no produto.

“O consumidor quer conhecer o produtor, saber de onde vem o café, se ele é feito de maneira sustentável, e isso os cooperados da Expocacer fazem muito bem. Inclusive, o Hub vem também para nos auxiliar nesse processo de rastreabilidade dos cafés.”, encerra o Presidente Executivo.

Fonte: Assessoria de Imprensa – Expocacer
Foto: Flickr